quarta-feira, 12 de junho de 2013

Ando demasiado sensível ou...

Hoje em dia as coisas magoam-me a sério. Não consigo ser como aquelas pessoas que se estão a borrifar para tudo, que tudo lhes passa ao lado, que se se chateiam com alguém, que venha o próximo, que não têm medo de perder as pessoas, que não ligam nenhuma aos que os outros dizem, quer digam bem ou mal. Gostava de ser mais assim. Ultimamente há muitas atitudes de pessoas próximas de mim que me magoam. Ou porque são injustos comigo, ou porque não me dão valor, ou porque são brutos comigo sem razão, ou porque me criticam e deitam a baixo. Não sei se sou eu que estou demasiado sensível (e não, ainda não estou na TPM) se algumas pessoas estão a ficar mesmo mázinhas.
É verdade que as pessoas só nos fazem aquilo que nós permitimos que nos façam (até certo ponto claro), e tenho pensado muito se o problema não serei eu, que me exponho demasiado aos meus próximos. Mas por outro lado, sinto que não é correcto ser como eles são, sinto que eu sou verdadeira, sem segundas intenções, faço tudo para ver quem eu gosto bem, e eles não. Eles querem subir à custa de mandar aqueles que se preocupam com eles e estão mais vulneráveis a baixo.
Às vezes quando penso nisto estas coisas deprimem-me, porque parece que sou uma coisa à parte no mundo e que as pessoas são quase todas egoístas e más. Espero que não, espero que apenas tenha conhecido as pessoas erradas até agora, e que um dia seja feliz e faça feliz as pessoas que me rodeiam, só porque sim.

E chega de matutar sobre isto, vou mas é para o bailarico!

1 comentário:

Valentina de Andrade disse...

Gosto de pensar que tens conhecido as pessoas erradas, todavia, há que admitir que as pessoas estão realmente mais egoístas e más. Passam tanto tempo com as cabeças enfiadas naquilo a que chamam de problemas que, quando regressam ao mundo real, não entendem que, muitas vezes, ninguém tem culpa da porcaria de dia que tiveram.
Pessoalmente, acho que não estás mais sensível, as pessoas é que têm perdido a sua sensibilidade. E, se deixares de ser tu mesma em relação aos outros, creio que, sem dares conta, também acabarás por tornar-te menos tu e mais rígida em relação a alguns pontos da tua vida.
Alegra-te com a tua individuação. As pessoas más vão e vêm, mas aquelas que são boas todos recordam.
Beijos!

Valentina